28 de set de 2013

Biografia do Sociólogo Emile Durkhein


Foto de Émile DurkheimÉmile Durkheim foi um dos responsáveis por tornar a sociologia uma matéria acadêmica, sendo aceita como ciência social. Durante sua vida, publicou centenas de estudos sociais, sobre educação, crimes, religião, e até suicídio.

Um dos focos de Durkheim era em como as sociedades poderiam manter a sua integridade e coerência na era moderna, quando as coisas como religião e etnia não poderiam estavam tão dispersas e misturadas. A partir disto, ele procurou criar uma aproximação científica para os fenômenos sociais. Descobriu a existência e a qualidade de diferentes partes da sociedade, divididas pelas funções que exercem, mantendo o meio balanceado. Isto ficou conhecido como a teoria do Funcionalismo.
 
Também falava que a sociedade é mais do que a soma de suas partes. Ao contrário de Max Weber, ele não estava focado no que motivava as ações individuais das pessoas (individualismo), mas no estudo dos “fatos sociais”, termo criado por ele mesmo que descreve os fenômenos que não são limitados apenas a uma pessoa. Os fatos sociais tem uma existência indepentende e mais objetiva do que as ações individuais, e podem somente ser explicados por outros fatos sociais, como a região onde a sociedade está submetida, governos, etc.
 
Discutiu o fato de que na sociedade moderna, a divisão do trabalho ser bem maior do que antes. Várias classes de funcionários foram criadas nas fábricas. Numa linha de produção, um trabalhador não precisa saber de todo o processo de fabricação do produto, apenas da parte que lhe foi conferida. Isto gerou uma dependência cada vez maior. Antes, o fazendeiro trabalhava na sua propriedade auto-suficiente, sem depender de outros grupos de trabalhadores para alimentar as necessidades. Agora, o trabalhador ganha seu dinheiro, e tem de confiá-lo a outros grupos para poder se manter (roupas, alimentação, etc).
 
Fonte: Info Escola

23 de set de 2013

Brasil tem 40,3 milhões de estudantes na rede pública, diz Censo Escolar

          Dados do Censo Escolar de 2013 divulgados pelo MEC são preliminares.
          Número de matrículas caiu mais de 1,83% em relação ao ano anterior.
 
O Brasil tem 40.366.236 estudantes matriculados na rede pública de educação básica - estadual e municipal - em 2013, segundo dados preliminares do Censo Escolar publicados na edição desta segunda-feira (23) do "Diário Oficial da União". O número de matrículas caiu 1,83% em comparação com 2012. A redução foi de mais de 753 mil matrículas. Não foram incluídas nestas estatísticas o número de matrículas na rede pública federal e na rede particular.
 
Gestores das redes municipais, distrital e estaduais de educação têm 30 dias para conferir os dados preliminares e fazer retificações, se necessário.
 
Os dados do "Diário Oficial" se referem à matrícula inicial no ensino regular --educação infantil (creches e pré-escola), ensino fundamental, ensino médio, educação de jovens e adultos (EJA) e o sistema de educação especial. Os números mostram que no ensino regular estão matriculados 39.712.698, e na educação especial estão 653.378 estudantes matriculados.
De acordo com os dados preliminares, o número de matrículas no ensino regular caiu de 41.119.253 estudantes matriculados em 2012 para 40.366.236.
 
MATRÍCULAS NA EDUCAÇÃO BÁSICA PÚBLICA (REDES ESTADUAIS E MUNICIPAIS)
CENSO ESCOLAR DE 2012 (DADOS FINAIS)CENSO ESCOLAR DE 2013 (RESULTADOS PRELIMINARES)
ENSINO REGULARENSINO REGULAR
Educação Infantil5.155.408Educação infantil5.337.995
Ensino fundamental24.944.975Ensino fundamental24.225452
Ensino médio7.146.086Ensino médio7.046.714
EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (REGULAR)EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (REGULAR)
EJA - ensino fundamental2.265.800EJA - ensino fundamental2.143.063
EJA - ensino médio971.533EJA - ensino médio959.753
TOTAL - EJA REGULAR3.237.333TOTAL - EJA REGULAR3.102819
TOTAL - ENSINO REGULAR40.482.802TOTAL ENSINO REGULAR 39.712.698
EDUCAÇÃO ESPECIALEDUCAÇÃO ESPECIAL
Educação infantil35.383Educação infantil37.002
Ensino fundamental506.840Ensino fundamental516.610
Ensino médio39.411Ensino médio44.279
EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (ESPECIAL)EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (ESPECIAL)
EJA - ensino fundamental50.172EJA - ensino fundamental50.187
EJA - ensino médio4.645EJA - ensino médio5.300
TOTAL - EJA ESPECIAL54.817TOTAL - EJA ESPECIAL55.047
TOTAL - EDUCAÇÃO ESPECIAL636.451TOTAL - EDUCAÇÃO ESPECIAL653.378
TOTAL DE MATRÍCULAS41.119.253TOTAL DE MATRÍCULAS40.366.236
FONTE: MEC/Inep
 
 Com exceção da educação infantil, todos os outros níveis do ciclo básico de ensino (educação fundamental e ensino médio), além da educação de jovens e adultos, apresentaram queda.
Há mais de cinco anos os dados do Censo Escolar têm mostrado redução contínua no número de matrículas. Porém, de acordo com explicações do Ministério da Educação, isso não quer dizer que há menos crianças matriculadas na rede pública.
 
O motivo é a crescente rigorosidade da metodologia do Censo, que provoca a redução de dados duplicados sobre os alunos brasileiros, como, por exemplo, no caso informações repetidas sobre alunos que foram transferidos para outras escolas durante o ano letivo.
 
Fonte: G1

19 de set de 2013

O Parque Memorial Quilombo dos Palmares



O parque memorial Quilombo dos Palmares localiza-se na Serra da Barriga, em União dos Palmares, no estado brasileiro de Alagoas. Em novembro de 1985 a Serra da Barriga foi tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

História:

No século XVII, o Quilombo dos Palmares, que chegou a abrigar mais de vinte mil pessoas, ocupou quase duzentos quilômetros de extensão, na zona da mata da então Capitania de Pernambuco. Resistiu por mais de cem anos às investidas bélicas dos colonizadores portugueses e holandeses, e é considerado o maior e mais importante quilombo de todas as Américas. 


A historiografia de Palmares, pelas suas peculiaridades, tem sido tema de teses, análises e discussões e dividida basicamente em três fases, ao longo dos últimos 300 anos. A sua bibliografia, relativamente pequena, é marcada por obras quase que definitivas, em função da escassez e tipicidade das fontes primárias disponíveis.

Após décadas de militância e articulações, o Movimento Negro Brasileiro finalmente conseguiu que a Serra da Barriga, último reduto palmarino, fosse tombada como Patrimônio Histórico, Arqueológico, Etnográfico e Paisagístico, em 1986, imortalizando este local como símbolo de luta pela liberdade e referência de uma História de resistência, de organização social e política. Posteriormente, em 21 de março de 1997, Zumbi dos Palmares foi reconhecido pelo Governo Federal como Herói Nacional.

16 de set de 2013

Bolsa Família completa 10 anos sem portas de saída

ADEUS AO TRABALHO - Lucinete Nobre mora em Junco do Maranhão, o município com a maior proporção de habitantes assistidos pelo Bolsa Família. Ela deixou de trabalhar na roça e sustenta a família com os 216 reais que recebe por mês: “Tomara que continue assim pelo resto da vida" 

Programa comemora o décimo aniversário com um quarto dos brasileiros recebendo o auxílio. A ajuda é necessária, mas seria melhor uma solução para tirá-los do círculo vicioso da esmola.

Na cidade maranhense de Junco do Maranhão, a maioria dos 3 790 habitantes passa o dia vendo televisão, cuidando dos afazeres domésticos ou batendo papo na porta de casa. São raros os que têm horário para cumprir no trabalho. Isso porque, em Junco, 90,5% da população vive com o dinheiro do Bolsa Família. É o município brasileiro com a maior proporção de cidadãos assistidos pelo programa federal. Lançado no primeiro mandato do presidente Lula, o Bolsa Família completa uma década no mês que vem. 

O objetivo anunciado era reduzir a pobreza e a desigualdade social com a transferência direta de dinheiro às famílias miseráveis. Dez anos depois, a pobreza de fato regrediu. Em 2003, o Brasil tinha 12% da população vivendo com menos de 2,8 reais por dia. Em 2011, o índice caiu para 4,2%. O Bolsa Família contribuiu para essa melhora, mas, obviamente, não foi o único responsável pelo bom resultado.

Impulsionado pelo consumo mundial de commodities como aço e ferro, o PIB do país experimentou um crescimento anual médio de 4,3% entre 2004 e 2011. O estímulo econômico fez ascender para a chamada nova classe média 35 milhões de brasileiros. O poder de compra do salário mínimo e o total de crianças matriculadas nas escolas aumentaram. Embora a pobreza venha diminuindo, a quantidade de dependentes do Bolsa Família cresce a cada recadastramento. 

Em uma década, o número saltou de 3,6 milhões de famílias para 13,8 milhões. Ao todo, são hoje subsidiados 50 milhões de brasileiros, um quarto da população do país. Nesse período, apenas 1,7 milhão de famílias deixaram de receber o auxílio. Os números superlativos fazem do Bolsa Família o maior programa de transferência de renda condicionada do mundo.

O Bolsa Família está presente em todos os 5 570 municípios brasileiros. Destes, 1 750 têm mais da metade da população vivendo parcial ou totalmente com o recurso federal. Ocorre que muitos beneficiários continuam sem perspectiva ou oportunidade de encontrar uma ocupação. É certo que, na vida em sociedade, a maioria produtiva deve auxiliar os incapazes, mas permitir que famílias inteiras sejam subsidiadas para sempre por um sistema que não estimula sua força de trabalho é favorecer a dependência.

Fonte: Site da revista VEJA

4 de set de 2013

ALAGOAS: Educação convoca monitores e prevê edital de concurso em 45 dias

                    Serão ofertadas 3.224 vagas, sendo a maioria delas para professor

 O Diário Oficial do Estado traz, nesta quarta-feira (4), a convocação de 400 monitores pela Secretaria da Educação e do Esporte (SEE). Essa é a nona chamada desde a realização do processo seletivo para as vagas, ocorrido em 2012. De acordo com a Assessoria de Comunicação da SEE, com o chamamento dos novos monitores, a expectativa é que a carência dos profissionais em sala de aula seja suprida até a realização do concurso público, previsto para ter o edital divulgado dentro de 45 dias.

Os dados para a elaboração do edital do concurso da Educação já foram encaminhados à organizadora do certame, o Cesp/Unb. Agora, o Estado aguarda o documento para prosseguir com os preparativos para a seleção.

No total, serão ofertadas 3.224 vagas para a Educação, sendo a maioria delas para o cargo de professor em diversas áreas. Segundo a SEE, os aprovados serão convocados para assumir as vagas em duas chamadas, sendo que a primeira está prevista para acontecer ainda no mês de dezembro de 2013.

Monitores

A convocação dos monitores feita nesta quarta-feira contempla todas as Coordenadorias Regionais de Educação (CREs), beneficiando escolas da capital e do interior de Alagoas.

Para assinar o contrato de trabalho temporário, o convocado deve comparecer à CRE munido de Carteira de Identidade, CPF, Título de Eleitor, PIS/Pasep, Carteira do Trabalho, comprovante de residência (originais e cópias) e comprovante de abertura de conta bancária junto à Caixa Econômica Federal (CEF) operação 001. 

Fonte: Gazeta web.com