6 de fev de 2012

A origem da vida no ensino fundamental

Compreender as diferenças entre a abiogênese e biogênese, a atmosfera da Terra primitiva, os primeiros seres vivos, e os cientistas envolvidos nesta descoberta são temáticas que devem ser bem trabalhadas em sala de aula, pois permitirão compreender de forma mais clara outros assuntos da Biologia, como evolução, sistemática, genética e zoologia; e um pouco de nossas origens. Assim, sugiro alguns enfoques e atividades que podem ser adotados pelo professor, no ensino da origem da vida.

Retomando a algumas centenas de anos antes de Cristo, Aristóteles já buscava explicações para a origem do mundo, estas que fossem além de argumentos envolvendo deuses e mitologias. Quanto a isso, este filósofo teve grande participação na formulação da teoria da abiogênese, fazendo com que esta tivesse grande aceitação, durante tempo considerável. Em 1860, Pasteur pôde refutar esta teoria, com seu experimento com os frascos com “pescoço de cisne”.

Décadas mais tarde, Oparin enunciou uma teoria que sugeria que o surgimento da vida se deu por meio de uma evolução química. Para testar suas ideias, Miller, orientado por Urey, criou um dispositivo que recriava as possíveis condições da Terra primitiva, e tendo como resultado a formação de substâncias orgânicas simples.

Foi discutida, também, uma teoria que pontuava que a vida poderia ter vindo de outros planetas: a panspermia cósmica. Proposta no fim do século XIX, tem nomes como Hoyle, Wickramasinghe, Circo, Orle, Orgel e Crick.


DICA: 

O professor pode reforçar a temática, recriando os principais experimentos desenvolvidos por estes pesquisadores; frisando a relação entre o termo “pasteurização” e os experimentos de Pasteur; explicando a importância dos aminoácidos e o porquê da presença destas moléculas indicar que a origem da vida tem origem química; o motivo pelo qual podemos afirmar como eram os primeiros seres vivos quanto à nutrição; o surgimento do gás oxigênio e o que a derrubada da teoria da abiogênese causou na sociedade e no meio científico.

 

Fonte: http://brasilescola.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário