9 de jun de 2014

PROUNI: Número de bolsas para edição deste ano será 28% superior


O segundo processo seletivo de 2014 do Programa Universidade para Todos (ProUni) terá 115.101 bolsas ofertadas, o que representa um acréscimo de 28% na comparação com a mesma edição do ano anterior, quando foram oferecidas 90.045 bolsas. Nesta edição, participam 943 instituições, ofertando 22.139 cursos.

As bolsas para os cursos de engenharia praticamente duplicaram, totalizando 12.362 bolsas, 5.961 a mais do que na segunda edição de 2013. As inscrições terão início na próxima segunda-feira, 9, e se estenderão até quarta-feira, 11. 

Em entrevista coletiva nesta quinta-feira, 5, o ministro da Educação, Henrique Paim, destacou o crescimento expressivo no número de bolsas. “Além da expansão, há uma qualificação da oferta de vagas por parte das instituições, muito sintonizada com as necessidades do país na área tecnológica”, afirmou o ministro, acrescentando que isso demonstra, ainda, a consolidação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como porta de acesso.

Das 115.101 bolsas disponíveis, 73.601 são integrais e 41.500 parciais. Além das engenharias, os cursos com maior oferta são administração (13.168), direito (7.887), pedagogia (7.725) e ciências contábeis (6.865). 

O ProUni oferece bolsas de estudos integrais e parciais (50% da mensalidade) em instituições particulares de educação superior que ofereçam cursos de graduação e sequenciais de formação específica. Criado em 2004 pelo governo federal, o programa é dirigido aos estudantes egressos do ensino médio da rede pública ou da rede particular na condição de bolsistas integrais, com renda familiar per capita máxima de três salários mínimos.

Para se inscrever na segunda edição de 2014, o candidato deve ter participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2013 e obtido no mínimo 450 pontos na média das notas. Além disso, não pode ter tirado nota zero na redação. No momento da inscrição, será necessário informar o número de inscrição e a senha usados no Enem. 

Fonte: Ministério da Educação

Nenhum comentário:

Postar um comentário